quarta-feira, 27 de janeiro de 2010

Sentir amor...

Eu não sei o que estou fazendo da minha vida ... se estou me destruindo aos poucos ou se estou me engrandecendo cada vez mais ... sinceramente, neste momento, já não considero as coisas boas tão boas assim. Se entregar sem amor é o mesmo que chupar bala com papel ... Do que adianta ter tantos homens sendo que o mais importante você não tem ... sabe, é ótimo fugir da solidão, esquecer o passado, mas é complicado saber que sempre voltamos, persistimos e cometemos o mesmo erro de todas as outras vezes.

Queria ser apenas uma criança, não digo isso para “fugir” dos problemas; a única coisa que eu quero evitar é a dor ... dor de perder, de me enganar, de enganar ... não quero mais sentir dor, apenas isso. Eu acredito na felicidade plena e sei que o que é meu está guardado, bem guardado. Em todas avenidas, ruas e becos eu tento encontrar um alguém que me faça feliz, que me faça sentir uma mulher realizada, mas o que encontro são apenas homens que não levam nada a sério e que querem apenas apreciar mais um corpo de mulher. Cair na tentação é o mesmo que se entregar ao fogo ... é o mesmo que se queimar e deixar as marcas daquele instante. Saber evitar a tentação é uma dádiva de Deus ... afinal dois corpos não precisam fazer apenas sexo, dois corpos podem fazer muito mais do que isso.

Não quero apenas sentir prazer ... eu quero mais ...
eu quero mesmo é sentir amor.

quarta-feira, 6 de janeiro de 2010

Morte é a minha vida...

Às vezes fujo do meu próprio caminho, fujo porque não quero mais andar e encontrar pedras e arbustos que estorvam o meu trajeto. Minhas pernas são curtas, fracas e eu não tenho a sensibilidade de encontrar um novo percurso. Minha mente está cheia de pequenos momentos que se tornam grandes quando me lembro que nunca foram resolvidos. Minha face já está envelhecida, pois os sorrisos já não existem mais; está coberta por uma camada de mágoas com curvas de dores que ainda não foram superadas. Meus olhos estão entreabertos, já não existe mais aquela vontade de olhar as coisas belas, pois as coisas belas jamais apareceram em minha vida. Vejo tudo preto, branco e vermelho; só vejo a chuva, à noite e o meu sangue que escorre pelo meu corpo, encharcando a camisola que iria usar naquela tão esperada noite. O sangue da vergonha, da derrota e do fim de tudo ... de tudo mesmo.... Sentada na cama, mãos e pés congelados, sem nada e sem ninguém para me impedir de tamanha liberdade. O desejo de deixar de existir, o desejo incansável pela morte, o desejo de ser queimada
junto com minhas dúvidas,
o desejo de não ser quem eu nunca fui....
Primeiro suspiro... liberando toda fé que nunca existiu, formulando um pequeno texto para falar com Deus na hora em que meu fim se decretar...
Segundo suspiro...deixar a lágrima amarga escorrer pelo meu nariz até entrar na minha boca...aliviando a sensação de secura....
Terceiro suspiro...movendo alguns dedos para sentir mais uma vez minha impotência diante a vida, diante os fatos e diante o mundo.
Quarto suspiro...consigo fechar meus olhos e não ver nada, e meu desejo pelo fim cresce a cada batida pulsante do meu coração....
que agora está cada vez mais lento...
Quinto e último suspiro....sinto-me cair sob a cama, sinto a saliva escorrer de meus lábios, sinto o cabelo grudado na face junto com as lágrimas amargas e fingidas...sinto um prazer incontrolável em saber que estou morta. Morta para o mundo e morta para mim mesma....sinto-me agradecida por Deus levar algo que nunca deveria ter nascido. Eis o meu fim...
o fim que eu tanto esperei.

terça-feira, 5 de janeiro de 2010

Acordar

Acordar depois de um dia cheio...
É suspirar pelo desejo...
É admirar tal anseio...
É aclamar por um rastejo...

Acordar é ter um dia
de alegria ou de tristeza...
É sonhar com a fantasia
pra sentir toda frieza...

Acordar é estar vivo...
É pular na claridade...
É sentir-se no infinito
E esperar a felicidade.

.... Então....acorde.

Eu contra o meu coração...

Tive uma conversa com meu coração, e essa conversa foi séria, pode ser considerada uma conversa “trágica”, digo isso porque meu coração e eu não éramos a mesma pessoa, não pensávamos da mesma forma. Eu queria entender o porquê dele se apaixonar sempre pela pessoa errada, e ele disse que eu que penso dessa forma, mas nunca há erros para o amor. Foi a partir desta resposta que veio a discussão. Eu, sem méritos para entender meus próprios sentimentos, resolvi discutir com a emoção, coloquei minha razão em destaque e rasguei o verbo com o próprio coração. Nunca consegui entender o amor, sempre o achei tão difícil, acho que é porque não há definição, e se há ... é errada ... o amor não pode ser definido, penso eu. Meu coração sempre procurou me avisar quando aquele sentimento belo estava prestes a chegar, a invadir a minha vida ... só que eu, por medo, por fraqueza ou por sei lá o que ... deixei de ouvi-lo, segui a minha mente, a minha cabeça, resultado: sofri...sofri por não acreditar naquilo que tanto bem me fazia. Hoje, estou aqui, entorpecida por minhas lágrimas, sentada no colo do desespero e sendo abraçada pela saudade...fico na ansiedade de mudar o meu destino, de controlar minhas emoções, mas considero isso algo tão complicado. Eu sei do que eu preciso, eu preciso de amor, de um amor diferente, de um amor que não me peça explicações, preciso de um amor que me acolha nos meus sonhos mais loucos e que realize os meus desejos mais perigosos. Calma, sei que preciso ter calma, sei que tudo tem sua hora, seu momento e seu lugar ... mas, eu posso mudar isso, eu posso escolher a pessoa, o momento e o lugar.....logo, vem a carência ... por rejeitar quem meu coração quer amar...e tudo isso pago, pago mesmo...bloqueei os amores e hoje os amores me bloqueiam. É assim, até na conversa com meu coração, ele me critica, ele deseja saber o porquê sou assim...mas eu, tão louca, tão inconstante, tão absurda ... que não sei responder...e fico nessa...passo horas discutindo comigo mesma, passo horas tentando achar resposta...passo horas tentando ser alguém...ser alguém diferente do que eu sou, ser um alguém inocente para o amor, ser um alguém que saiba apreciar as pequenas coisas...ser um alguém que possa amar infinitamente... Por isso, chega! Não aguento mais levar patadas do meu próprio coração. Vou fechar os olhos e dormir ... quem sabe assim eu possa sentir o prazer daquilo que hoje ... não faz parte da minha vida.

segunda-feira, 4 de janeiro de 2010

Palavras do meu coração...

Vou me entregar de vez e fazer com que meu coração diga o que estou sentindo neste momento...só que não posso controlar as lágrimas que escorrem e que molham minha face, borrando minha maquiagem ao deslizar com suavidade. Cada lágrima é um sentimento que eu queria sentir, mas não deu.
Eu choro por aquilo que não aconteceu...
Eu choro por aquilo que eu queria viver...
Eu choro ao relembrar de suas mãos percorrendo meu corpo...
Eu choro ao sentir o vento me arrepiar...
Eu choro ao pensar que não o terei em minha vida...
Eu choro agonizada em imaginar que pode me esquecer...
Eu choro com a cumplicidade de uma criança.
É assim que eu choro...choro sua ausência...
Meu peito está sufocado, não aguenta mais buscar soluções para tais problemas, mas meu coração está sempre pronto para receber um novo alguém, só que meu coração ainda não aprendeu a guardar pessoas dentro dele, ou melhor, alguns não sabem conviver com meu amor. Eu peço forças para seguir adiante, eu sei que consigo pular todas as barreiras até chegar ao meu objetivo, e este é encontrar um grande amor e ser feliz de verdade.

Termino com o rosto seco, as lágrimas já não se fazem presentes, pois neste momento é um grande sorriso que trago no rosto ... um sorriso por acreditar que nada é impossível se você sonha ser capaz.

sexta-feira, 1 de janeiro de 2010

Boa noite ...

Durou, gostei e irei relembrar...
Só que se foi, partiu e eu não vou esquecer....
Já era, foi tarde... é o fim...
Não te quero, não te desejo e não estou afim...

Hoje não penso em sonhos...
Vontades ou realizações....
aconteceu novamente...o que sempre acontece...
durma, descanse e seja feliz.

Se lembre dos beijos,
dos matos e da brisa...
se lembre das palavras...
das promessas....da sua vida.

Agora vou dormir....fechar os olhos e esquecer...
esquecer que a febre de amar não tem cura...
esquecer que o amor é para sempre
e esquecer que um dia acreditei na existência
de ser infinito.

Viva seus grandes momentos...
reconheça suas grandes qualidades...
me deixe enrolada nas pétalas mais macias...
e viva toda a sua liberdade...

Não preciso de lenço...
pois lágrimas não foram
e não serão derramadas...
preciso apenas de um papel...
de uma caneta e de uma música...
quem sabe aquela música que nunca
existiu...aquela música que eu mesma canto...

Te deixo ir...te deixo ir...
mas não volte...não para meu mundo...
eu quero progredir....quero buscar...
quero conseguir...

Foi bom...
Foi gostoso...
Foi passageiro...
mas não foi forte....
não foi eterno...não foi companheiro.

Quero que viva...
Que lute...
e que ame...

Você apareceu para me fazer mudar...
investir...crescer...e fez tudo isso sem perceber...
sem perceber na confiança que depositei em seu olhar...
olhar tímido, de poucas intenções...
mas de grande valor.

Agora me deixe, não quero acordar.
Estou prestes a sonhar, sonhar aquilo que sempre quis.
E você, mais uma vez...
Não faz parte dos meus sonhos.

Boa noite.

Estranho

Conversando com um estranho eu pude perceber que os estranhos podem significar muitas coisas em nossas vidas, estes nos fazem sentir a vontade de escrever cada vez mais...O estranho não é tão estranho assim....é alguém que se parece como um fio de cabelo meu....quand0 sinto vontade de fugir do mundo e me trancar no quarto junto com a tristeza, com a solidão ou até mesmo com meus antigos relacionamentos para que juntos possamos mijar de tanto rir das tolices que foram vividas....e se foram vividas foram lembradas e jamais serão esquecidas...Questionamos muito de nossa vida, de nossa existência e sempre nos torturamos com as respostas que encontramos...e quem as encontra somos nós mesmos....nós fazemos nossa história...nós fazemos nossos sentimentos...se quer amar porque não ama? ... se quer beijar porque não beija? ... acredite mais no eu interior que existe dentro de você....É tão bom fechar os olhos e lembrar daquela pessoa que um dia foi importante em nossa vida...daquela pessoa que mudou completamente nossos planos...daquela pessoa que nos fez feliz pelo menos 1 minuto....é tão bom olhar para o passado e relembrar dos amigos, das atitudes....da nossa missão, aqui....Somos pessoas, somos seres e somos fracos....não sabemos diferenciar a turbulência de sentimentos que sentimos....nunca sabemos se gostamos, se odiamos, se queremos alguém, se queremos morrer velhos, se queremos morrer novos...não sabemos diferenciar a verdade da mentira...sempre mentimos para nosso interior...tentamos enganar nossa alma...e não nos damos conta de que nossa mente é esperta....ela recorda de tudo o que um dia pensamos e tudo que um dia acreditamos...podemos enganar os outros....mas não conseguimos nos enganar....Amar a vontade de amar é reconhecer que se pode amar....você tem essa opção....ela está em suas mãos...amar é uma escolha.....sofrer é uma consequência....Este estranho me fez escrever essas linhas...me fez reviver essa vontade, esse desejo de mudar....esse estranho de quem eu falo não tem algumas respostas, não tem paciência e não tem medo do mundo... ... mas este estranho tem sonhos, desejos e uma grande vontade de se libertar ... vontade de ser salvo ... eu e ele estamos na mesma prisão ... e esta não pode ser revelada....pois é um segredo meu e deste estranho que me levou a escrever isto.
Sem mais.

....


"Uma alma gêmea é alguém cujas fechaduras coincidem com nossas chaves e cujas chaves coincidem com nossas fechaduras.

Quando nos sentimos seguros a ponto de abrir as fechaduras surge o nosso eu mais verdadeiro e podemos ser, completa e honradamente quem somos. Cada um descobre a melhor parte do outro."

Richard Bach

Eis 2010




Mais sorte...
Mais trabalho...
Mais amor....
Mais saúde...
Mais paz...
Mais paciência...
Mais verdade...
Mais carinho...
Mais dedicação...
Mais harmonia...
Mais dinheiro...
Mais sonhos...
Mais realizações...
Mais alegria...
Mais sucesso...
Mais espiritualidade...
Mais respeito....
Mais chances...
Mais felicidades...


E mais desejo de chegar 2011...


Feliz 2010.