terça-feira, 26 de abril de 2011

(...24 de abril...)

Ouvir uma frase linda é como viajar no jardim mais florido. Eu viajei neste jardim, eu cheirei a flor com o perfume mais marcante, eu ouvi o som dos pássaros no topo da árvore, eu senti a brisa leve que refrescava o meu rosto, eu toquei a borboleta mais colorida, eu respirei o mais puro ar. Eu viajei neste jardim, e até o presente momento, eu ainda viajo, não tenho passagens de volta, e não sei como voltar, e não quero voltar.

Ainda lembro-me daquela linda frase, que me deslocou deste mundo louco e que me transportou ao jardim mágico. Ainda ouço com perfeição o timbre da sua voz, me recitando a frase mais curta e a mais bela que eu já ouvi. Ainda sinto sua respiração descontrolada e as lágrimas que queriam borrar a minha maquiagem.

Não esqueço o calor e o frio que eu senti ao mesmo tempo, não me esqueço da miragem encantadora que esta frase me proporcionou. Não me esqueço da sensação ingênua e sapeca que tomou conta do meu corpo naquele jardim, naquele frio, naquele domingo.

Ouvir uma frase linda é como viajar no jardim mais florido. É como estar ao lado de quem se gosta e ainda ouvir “Te amo”. E eu, ainda estou neste jardim. Ainda escuto a sua voz. E sempre guardarei aquela frase, que aos sentimentos, você me revelou ao pé do ouvido, tocando no coração.

- A tal da frase que me faz viajar sem previsão de volta.

(E, em breve, você será transportado ao mesmo jardim, espere só mais um pouco, porque eu ainda não aprendi a forma certa de te dizer essa linda frase, que ninguém precisa saber.)

By Mingorancia

terça-feira, 19 de abril de 2011

Cor

O pensamento emotivo
Que me toca no diminutivo
Se faz de vítima, de coitado
De sozinho e maltrado.

O tempo que me afaga
É o mesmo que me apaga
Se desprende, se desfaz
E é sempre incapaz.

O sol que aqui me aquece
Me congela quando esquece
E quando queima a saudade
Finge dominar a realidade.

A vida que me surpreende
Não é a mesma que me entende
Não é mesma que me anima
E não é a mesma sem a rima.

O momento é oração
Mesmo que o pobre coração
Já se foi ou já morreu
E já nem lembra do que viveu.

Talvez a morte inesperada
Seja a solução mais calculada
Mas a condição do meu viver
É acabar com teu sofrer.

É curar a sua dor
É curar com muito amor
O que agora eu vejo cor.

By  Mingorancia

quarta-feira, 13 de abril de 2011

"S"

Seu sorriso suga
Sua sombra sutilmente
Seu sentimento sussurra
Sua saudade surpreende

Suga sorriso seu
Sutilmente sombra sua
Sussurra sentimento seu
Surpreende saudade sua.

Sua, Sempre! Saudades...

By Mingorancia